Casa arrumada - Poema de Drummond

Casa Arrumada

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

Casa arrumada é assim:


Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.



























Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.





Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as

almofadas...





Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: Aqui tem vida...








Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.




Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.






Sofá sem mancha?



Tapete sem fio puxado?


Mesa sem marca de copo?

Tá na cara que é casa sem festa.






E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.






Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.

Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,
passaporte e vela de aniversário, tudo junto...


Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.




A que está sempre pronta pros amigos, filhos...
Netos, pros vizinhos...








E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.







 Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.




Arrume a sua casa todos os dias...
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...
E reconhecer nela o seu lugar.





Espero não ter cometido nenhum sacrilégio ilustrando um poema tão lindo com essas imagens caseiras, mas me reconheci tanto nele que foi inevitável e espero que tenham gostado de ver que eu ... Brindo a casa... Brindo a vida... Meus amores... Minha familia!!

Bjs

36 comentários:

Adriana Alencar disse...

Você ilustrou muito bem, pois é exatamente isso o que o poema quer transmitir, a vida que existe em uma casa e as marcas que nela são deixadas justamente por causa disso.
Bj
Adri

Leyanne Freitas disse...

Que poema lindo e as imagens casaram direitinho Paulinha!! Também estou assim hoje, meio poética, me emocionando com a beleza e simplicidade do cotidiano.
Bom dia pra você, bjos.

Renata disse...

Oi Paulinha!
Isso Ttudo é sua casa? Linda! Gosto muito desse seu móvel da sala, tipo armoire. Parece tudo ser tão tranquilo!
O poema retrata bem. Casa tem que ter movimento. A minha ultimamente anda dando até medo! rsrsrs
Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Susi karin disse...

ameiiiiiii! concordo com tudo!

Casa com tudo dentro disse...

Paula minha miga que post lindo e verdadeiro!
Outro dia peguei meu marido sentado no sofá que eu acabara de arrumar e quase fiquei brava,mas aí olhei pra ele e ele me abriu um sorriso e me disse,vem amor se sentar comigo!E eu na mesma hora pensei aqui vive gente feliz!
E qdo vc disse que casa tem que ter marcas de copo,aqui tem muita só nao e mostrado no blog,mas aqui somos felizes e dançamos as vezes,amei seu post,pq me fez avaliar a minha vida!!!
Obrigada por compartilhar e nos fazer pensar na vida maravilhosa que temos!
Beijinhos e boa semana!!!!

Evelyn V. disse...

Querida Paulinha.

Você está super certa,o mais importante é ser feliz,e fazer tudo para isso acontecer.

Que Deus te abençõe,e te conceda uma semana de paz e muito amor.
Beijos.

http://www.acredite-emvoce.com/

Paula...(Cotidiano de uma Amig@) disse...

Para TUDO!! Mas que post é esse?!?! Quer me fazer chorar é?? Coisa mais linda gente!! E ainda acompanhado de um poema de Drummond! Um misto de sentimentos + cultura, perfeito!

Abraço beeeem apertado amiga linda!

Pepa disse...

Adorei !!!!

Que sacrilégio o quê !! rsrsrs
Ficou tão legal...

Não tem nada melhor que a casa da gente né ??
Casa com nossas cores, nosso cheiro, nosso eu vivendo ali !!!

Parabéns !!!
Ficou lindo !!

Bjus 1000

Nita disse...

Olá:

A sua casa é simplesmente deliciosa. Gostei.
Agradeço que curta meu facebook.

Um beijo.

Nita

Renata disse...

Oi Paulinha!
Voltei para avisar que tem sorteio lá no blog!
Beijinhos, Renata
palpitandoemtudo

Daniele disse...

Paulinha, amiga querida e dançante!

Amei as fotos.
Sua casa é linda.
E esse poema é bárbaro!!

Bem que eu queria ficar sem lavar o banheiro, mas não dá. Né?!

Bjs

Fatinha disse...

Oi querida, que prazer em conhece-la. Adorei as imagens ilustrando o poema!
Tudo muito lindo!!
Vou querer acompanhar as resoluçoes!
Os meus projetos começaram agora, mas pretendo não parar mais!
bjao

Helena Duarte disse...

Adoro sua casa, e as fotos estão lindas!!!
xeros minha flor.
saúde e paz!!!

Eva disse...

Oi Paulinha amei sua casa com vida, o poema é maravilhoso e ficou lindo o post, achei muito caprichada sua casa, não vi nenhuma mancha no sofá, nem marca dos copos, mas é a casa que você curte e adora,junto com sua família e amigos, isso já é prá lá de bom, só temos a agradecer mesmo. Parabéns, beijos.

Qris disse...

Escrever o que??? Amei o post, amo o poeta e amarei sempre minha família! Adoro vocês...

Anita disse...

A ilustração ficou perfeita, e é sempre ótimo namorar mais um pouco essa sua casa zen. Já a minha... é "zen" nada disso, porque sofro de toc/doc e tem que estar tudo sempre no lugar, só não acontece assim direto porque não moro sozinha, se morasse... acho que dormiria por cima da cama arrumada só pra já amanhecer arrumada, kkkk. Sabe que aloka aqui não é referência pra nada, né??? Bjs.

ANGELA disse...

Amada o poema eu já conhecia mas com essa ilustração única de felicidade...Adorei e não foi nenhum sacrilégio e sim uma terapia para que tiver a oportunidade de passar por aqui e apreciar a energia!Bjo e ótima quinta.

Roberta Maia disse...

Adorei o poema e sua casa é linda e aconchegante!!!
aconcheante Amei o livro e o cd!!!

Feliz Setembro, muitas flores em seu caminho!!!
Paz e Luz!!

nemacharmosa disse...

Oiii Amiga!Um dia lindo para você. Ó as cadeiras comprei em Rivera no Uruguai,eu morava no Sul em 2006,e foi bem baratinha, R$ 10,00 cada. São meu amores si Mini, Bianca, Piti, e Megg a gata Pernambucana rsrs. E minha casa tem vida sim...meus amigos sempre serão bem vindos,lindo post. Gostei de você dançando...
Beijos

Fabiana Tardochi disse...

Oi linda!
Sua casa é assim lugar de gente feliz!!! rs e a minha também, porque fazemos nela e dela o que somos e o que queremos. Minha casa vive em festa!
E eu gosto de arrumá-la para curti-la:)
Foi muito bem ilustrado seus post:)
Um beijo

Gaby disse...

Oi Paulinha,
Concordo, casa pra mim tem que ter vida e ter a cara do morador, minha cunhada tem uma casa que parece um hospital sem enfeites sem personalidade ela vem em aqui em casa e diz que tudo é cafona e cheio de coisas para juntar pó acredita?

Eu só tenha pena dela, deixa ela viver assim.

Sua casa é linda.
Bjs e ótimo fim de semana.

Pepa disse...

Oi Paulinha, é a Vi, como diriam, a corda e a caçamba, o poema casou perfeitamente com as fotos.
Casa tem que ter cara de gente, é onde a gente se sente bem.
Beijos,Vi

Regina disse...

Olá Paulinha, tudo bem?

Que legal essa postagem, ler Drummond e ver sua casa que exala paz e tranquilidade.

Um lindo final de semana pra você

ps.: o sorteio é domingo. Boa sorte pra você

Wal disse...

OI Paulinha! Que delícia sua casa com cara de gente! Também concordo com você... gosto da minha casa sem car de revista... rs! Ter liberdade pra se jogar no sofá! Rs
Beijinhos e ótimo fim de semana!

Elza Carrara disse...

Paulinha, adorei a sua criatividade para ilustrar um poema tão inspirador :)
Quando o li pela primeira vez, fiz até uma mini análise sobre mim, pois tenho mania de organização e ás vezes sou até chatinha por causa da casa. Ainda bem que só um pouquinho, rsrsrs
Daí fiz um post com o texto e vi que muitas mulheres se identificaram. Fiquei mais feliz, ahaha
Adorei ver os seus cantinhos, a idéia foi ótima mesmo.
Bjs

Marcia disse...

Ficou incrivel, o proprio Drummond aprovaria, com certeza!
E as vezes a gente se preocupa tanto com uma mancha de copo, um fio desfiado...e a beleza, a alma da casa esta examente ai..

Bjs, parabens pelo post!

Cristiane Félix disse...

Oi Paulinha,que lindo
post. Adorei.
Boa noite.
Cris

Elica Lopes Vequeti disse...

Oi menina! Melhoras pra você. Fiquei aqui admirando as fotos e lugar aconchegante que você tem ai. Bjos e tudo de bom.

Bibia Bueno disse...

Amiga, que saudadeeee!

Concordo plenamente! Casa tem que ter uma baguncinha proposital, que seja, mas nada de parecer hospital ou farmácia e nem mostruário de móveis...

Beijosss!
Bia ♠♠
www.bibiabueno.com.br

Cláudia disse...

Bom dia, querida, vim fazer uma visita, conhecer a sua casa e amei!
Sou sua seguidora, volte sempre e diga quando chegar: Ôoo de casa!?
Bom domingo, beijo.
Clau

OBS. o poema de Drummond é lindo, vou aproveitar o tema e postar, pra não ficar tudo igual, só daqui uns dias...

Casa com tudo dentro disse...

Oi Paula,amiga que bom que entendeu meu desabafo,e mesmo desabafo feito algumas pessoas ainda não entendeu o que eu quis dizer é uma pena,hoje vejo que ninguem é igual a ninguem,fico imensamente feliz de ter amigas virtuais assim como vc,obrigada por entender e me dar força,beijinhos e bom domingo!

Ro Archela disse...

Isso aí Paulinha!!! A casa da gente tem o jeito da gente!!! melhoras!!! Tenha uma ótima semana!!!
beijos, Ro

TELMA GUEDES disse...

bom dia Paulinha! q post mais lindo! inspira e tem todo perfume de amor em familia! vc tem toda razão, limpeza, ordem, tudo tem seu tempo e lugar, mas as pessoas devem se sentir livres p usar o ambiente, uma linda semana p vc superlinda! saudades, beijos

Folha em Branco disse...

Imagina amiga, seu blog é sempre uma delicia. Bjs Eliane

Giana disse...

Lindo..lindo!!!Amei!!!
Estou chorando??? Imagiiina....
Amei as fotos, amei o poema, e como vc tem o dom de fazer ficar tão perfeito e emocionar quem veja!!
bjuu

Zilma Brito disse...

Lindo, lindo, lindo esse post. Emocionante até... bjinhos e obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segura na mão de Deus e vai

Segura na mão de Deus e vai